Informação adicional

Autor

Decadência Espiritual, por R. M. M’Cheyne

SKU: ecfc2b4cef6e Categoria:

Descrição

Solene sermão alicerçado em: “…também as cãs se espalharam sobre ele, e não o sabe.” (Oséias 7:9)

“Estas palavras descrevem um estado de apostasia secreta, o mais perigoso, talvez”.

Eis o seu esboço:

I. Marcas: alguns dos “cabelos grisalhos”.

1. A Bíblia negligenciada.

2. A oração negligenciada.

3. Cristo pouco estimado.

4. Pecado não curado.

5. Cristãos desprezados.

6. Ímpios não avisados.

II. Causas da decadência.

1. Luxúria dominante.

2. Companhias mundanas.

III. Cura.

1. Você pode ser curado. “Ó Efraim, tu tens destruído a ti mesmo, mas em Mim está a tua ajuda. Ora, tu te prostituíste com muitos amantes; mas ainda assim, torna para Mim, diz o SENHOR”. Satanás vai tentá-lo a dizer, “Não há esperança, não há, porque tenho amado os estranhos”; mas isso é uma mentira. Lembre-se: Em Cristo, há esperança.

2. Procure a causa. Seu coração estará mui indisposto a encontrá-la, mas você deve encontrá-la. Se você estivesse em um navio afundando, a primeira coisa a fazer seria encontrar o vazamento; assim, você deve encontrar o vazamento em sua alma. É um ídolo? Jogue-o fora. Rastreie os seus sentimentos até que você o encontre. É alguma luxúria que você tolera? Abandone-a. É companhia mundana? Preste atenção, colocar o dedo sobre isso, e diga, Esta é o Acã no meu coração, este é o perturbador.

3. Receba perdão. Confesse sobre a cabeça do bode expiatório: mergulhe-o na fonte aberta para [purificação do] pecado. Jesus está clamando: “Torna-te para mim, porque Eu te remi”.

4. Mate o perturbador. Faça com ele o que fizeram com Acã. Procure o poder que habita no Espírito Santo para matar o perturbador, para que não se levante mais. Oh, meus amigos! se quisermos, assim, buscar a reforma, isso seria o melhor de nossas quedas; obteríamos mel da carcaça do leão. Despertem! Despertem, meus amigos! O Inferno é tão profundo como sempre foi; Cristo tão livre; suas almas tão preciosas; sua eternidade está cada vez mais perto. Oh, quão tolo negar, em vez de, como Calebe, seguir o Senhor totalmente! “Sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, porque o vosso trabalho não será vão no Senhor”.
 

Informação adicional

Autor