Textos

 
1  2  3  >  > >

Devocional Banco da Fé • 31 de Dezembro

 

Nenhum Desconhecido no Céu

“Guiar-me-ás com o teu conselho, e depois me receberás na glória.” (Salmos 73:24)

De dia a dia e de ano a ano a minha fé confia na sabedoria e no amor de Deus, e eu sei que não creio em vão. Nenhuma boa palavra Sua jamais falhou e estou certo de que nunca nenhuma cairá por terra.

Eu me coloco nas Suas mãos por direção. Eu não sei o caminho que devo escolher: o Senhor escolhe a minha herança para mim. Eu preciso de conselhos e alertas; pois, os meus deveres são complicados e minha condição é difícil... Eu busco o conselho do Deus infalível em vez de preferir o meu próprio julgamento ou o conselho de amigos...

Logo virá o fim: mais alguns anos e sairei deste mundo para o Pai. Meu Senhor estará perto do meu leito. Ele me encontrará na porta do céu: Ele me receberá para a terra da glória. 

Veja mais

A Igreja de Jesus Cristo Esboço do Capítulo 26 - Sobre a Igreja - Segunda Confissão de Fé de Londres de 1689, por Tom Ascol

 

Introdução:

 

Há dois problemas que afligem muito a igreja de Jesus Cristo no mundo de hoje. Primeiro, a generalizada falta de vitalidade espiritual que caracteriza muitas congregações. Embora existam exceções óbvias, o liberalismo, o humanismo, o modernismo e o pós-modernismo desempenharam o seu papel ao serviço dos nossos arqui-inimigos declarados: o mundo, a carne e o diabo.

 

Além da falta de espiritualidade há o baixo conceito que muitos hoje em dia entretêm a respeito da igreja de Cristo. Isto é verdade não só do mundo em geral (o que já é esperado), mas também dos Cristãos professos. Muitas organizações paraeclesiásticas despertam mais o respeito e a lealdade dos Cristãos do que a igreja. A adesão à Igreja é cada vez mais considerada irrelevante, se não totalmente antibíblica. Muitos Cristãos pensam que podem seguir fielmente a Cristo por conta própria ou ao mesmo tempo estarem apenas tangencialmente associados a uma igreja.

 

Diante dessas realidades, a necessidade de reexaminar o que a Escritura ensina sobre o papel da igreja é de vital importância. Um guia útil nesse processo é o capítulo 26 da Segunda Confissão de Fé de Londres.

 

Os primeiros quatro parágrafos deste capítulo descrevem a igreja de Jesus Cristo através da história e em todo o mundo. Depois de afirmar o que o Novo Testamento ensina sobre a igreja universal, a confissão desloca seu foco para as expressões locais do corpo de Cristo que são comumente chamadas de igrejas locais. A maior parte do capítulo (onze parágrafos) é dada a este assunto, o que é muito apropriado, uma vez que a maior parte do ensino do Novo Testamento se centra na igreja local.

 

A doutrina da igreja local pode ser considerada sob cinco grandes categorias de ensino do Novo Testamento.

Veja mais

Devocional Banco da Fé • 30 de Dezembro

 

“Como havia amado os seus, que estavam no mundo, amou-os até o fim.” (João 13:1)

 

Este fato é essencialmente uma promessa; pois, o que nosso Senhor foi, Ele é, e o que Ele foi para aqueles com quem Ele viveu na Terra, Ele sempre será para todos os Seus amados.

 

“Tendo amado”: aqui estava a maravilha! Que Ele alguma vez amou os homens é a maravilha. O que havia em Seus pobres discípulos para que pudesse amá-los? O que há em mim?

 

Porém, quando Ele amou, é de Sua natureza continuar a amá-los. O amor fez dos santos “Seus” — esse é um título precioso! Ele os comprou com sangue e eles se tornaram o Seu tesouro. Pertencendo a Jesus, Ele não irá perdê-los. Sendo os Seus amados, Jesus não deixará de amá-los. Minha alma, Ele não deixará de amar-te!

Veja mais

Devocional Banco da Fé • 29 de Dezembro

 

Ele Nos Levará Para Casa

 

“E até à velhice eu serei o mesmo, e ainda até às cãs eu vos carregarei; eu vos fiz, e eu vos levarei, e eu vos trarei, e vos livrarei.” (Isaías 46:4)

 

O ano está acabando e aqui há uma promessa para os nossos amigos idosos; sim, e para todos nós, conforme envelhecemos. Se vivermos tempo suficiente, todos teremos cabelos brancos; portanto, podemos muito bem aproveitar esta promessa pela fé, de modo antecipado.

 

Quando nós envelhecermos, nosso Deus ainda será o EU SOU, continuará sempre o mesmo. Os cabelos brancos revelam a nossa decadência, mas Ele não enfraquece. Quando não podemos carregar um fardo e dificilmente podemos levar a nós mesmos, o Senhor nos levará. Mesmo como em nossos dias de juventude, quando Ele nos carregou como cordeiros no Seu seio, assim Ele fará em nossos anos de fraqueza.

Veja mais

Devocional Banco da Fé • 28 de Dezembro

 

Segurança Absoluta

 

“Porque ele disse: Não te deixarei, nem te desampararei.” (Hebreus 13:5)

 

Várias vezes nas Escrituras, o Senhor disse isso. Ele muitas vezes o tem repetido para fazer a nossa garantia duplamente segura. Nunca tenhamos alguma dúvida sobre isso. Em si a promessa é especialmente enfática. No grego tem cinco negativos, cada um removendo definitivamente a possibilidade de o Senhor alguma vez deixar alguém que seja de Seu povo, de modo que justamente se sinta abandonado por seu Deus. Esta Escritura de valor inestimável não nos promete a ausência da tribulação, mas nos protege contra o abandono. 

Veja mais

TEMAS

AUTORES

ARQUIVOS

1  2  3  >  > >

INSCREVA PARA RECEBER
NOSSAS ATUALIZAÇÕES: