Textos

 
1  2  3  >  > >

Devocional Banco da Fé • 14 de Abril

 

Minha Escolha é a Escolha de Deus

 

“Escolherá para nós a nossa herança.” (Salmo 47:4)

 

Os nossos inimigos querem nos afundar em tristeza. O Senhor nos confirmará em nossa porção, e nosso lugar é designado por Sua infinita sabedoria. Uma mente mais sábia do que a nossa estabelece o nosso destino. Deus ordena todas as coisas, e nós somos contentes por isso ser assim; nós escolhemos o que Deus escolhe para nós. Se pudéssemos ter o nosso próprio caminho, ainda assim gostaríamos de deixar todas as coisas conforme a vontade de Deus.

 

Sendo conscientes de nossa própria insensatez, não desejaríamos governar nossos próprios destinos. Nos sentimos mais seguros e mais confortáveis quando o Senhor dirige a nossa embarcação do que estaríamos se pudéssemos dirigi-la de acordo com o nosso próprio julgamento. Com alegria deixamos o presente doloroso e o futuro desconhecido com nosso Pai, com nosso Salvador e com nosso Consolador.

 

Ó minha alma, neste dia lance os seus desejos aos pés de Jesus! Se você tem estado um pouco rebelde, voluntariosa e ansiosa para ser e agir segundo a tua própria mente, abandone agora sua tolice, e coloque as rédeas nas mãos do Senhor. Diga: “Ele escolherá”. Se outros disputam sobre a soberania do Senhor e se gloriam no livre-arbítrio do homem, responda aos tais: “Deus escolherá para mim”. É a minha escolha mais livre deixá-lO escolher. Como um agente livre, eu escolho que Deus deve ter o domínio absoluto.

Veja mais

Devocional Banco da Fé • 13 de Abril

 

Nosso Corpo Será Transformado

 

“Que transformará o nosso corpo abatido, para ser conforme o seu corpo glorioso.” (Filipenses 3:21)

 

Muitas vezes, quando estamos dilacerados pela dor e estamos incapazes de pensar ou de adorar, nós sentimos que nosso corpo de fato é “o nosso corpo abatido”, e quando somos tentados pelas paixões que procedem da carne, nós não pensamos que a palavra “abatido” é uma tradução forte o suficiente. Nossos corpos nos humilham; e essa é a melhor coisa que eles fazem por nós. Oh, que fôssemos humildes como é devido, porque nossos corpos nos assemelham aos animais e até mesmo nos unem ao pó!

 

Mas nosso Salvador, o Senhor Jesus, mudará tudo isso. Nós seremos conformes ao Seu próprio corpo glorioso. Isso ocorrerá com todos os que creem em Jesus. Pela fé, as suas almas foram transformadas e os seus corpos serão submetidos a uma tal renovação que os preparará para os seus espíritos regenerados. Quão breve essa grande transformação acontecerá, não podemos dizer; mas o pensamento de que acontecerá nos ajuda a suportar as aflições de hoje e todos os males da carne. Em pouco tempo, seremos como Jesus é agora. Sem dores de cabeça, sem membros inchados, sem olhos fracos e sem corações que desfalecem. O idoso não terá mais um punhado de enfermidades, nem o homem doente sentirá agonia. “Conforme o seu corpo glorioso”. Que expressão! Até a nossa carne repousará na esperança de uma tal ressurreição!

Veja mais

Devocional Banco da Fé • 12 de Abril

 

Ele Nunca Mais Se Lembrará

 

“Porque lhes perdoarei a sua maldade, e nunca mais me lembrarei dos seus pecados.” (Jeremias 31:34)

 

Quando conhecemos ao Senhor, recebemos o perdão dos pecados. Nós O conhecemos como o Deus da graça, que perdoa as nossas transgressões. Que alegre descoberta é essa!

 

Mas quão divinamente esta promessa é feita: o Senhor promete não mais se lembrar dos nossos pecados! Deus pode esquecer? Ele diz que não mais Se lembrará, e Ele quer dizer exatamente o que Ele afirma. Deus nos considerará como se nunca tivéssemos pecado. A grande expiação removeu tão eficazmente todo o pecado que na mente de Deus é como se o nosso pecado não existisse. O crente é agora, em Cristo Jesus, tão aceito como Adão em sua inocência; sim, e ainda mais, pois ele tem uma justiça divina, enquanto a justiça de Adão era apenas humana.

 

O grande Senhor não Se lembrará dos nossos pecados a fim de puni-los, ou, de modo a nos amar um pouquinho menos por causa deles. Como uma dívida quando paga deixa de ser uma dívida, assim o Senhor esquece completamente a iniquidade do Seu povo.

 

Quando estivermos tristes por causa das nossas transgressões e debilidades, vamos ao mesmo tempo nos alegrar por elas nunca mais serem mencionados contra nós. Isso nos fará odiar o pecado. O perdão gratuito de Deus nos torna desejosos de nunca mais entristecê-lO pela desobediência.

Veja mais

Devocional Banco da Fé • 11 de Abril

 

Comunhão Íntima

 

“E não ensinará mais cada um a seu próximo, nem cada um a seu irmão, dizendo: Conhecei ao Senhor; porque todos me conhecerão, desde o menor até ao maior deles, diz o Senhor.” (Jeremias 31:34)

 

Na verdade, se não conhecemos qualquer outra coisa, nós conhecemos o SENHOR. Hoje essa promessa é verdadeira em nossa experiência, e não é uma promessa pequena. O menor crente entre nós conhece a Deus em Cristo Jesus. Não conhecemos tanto quanto nós desejamos; mas ainda assim, conhecemos ao SENHOR verdadeiramente e de fato. Nós não apenas conhecemos as doutrinas sobre Ele, mas nós conhecemos Ele mesmo. Deus é nosso Pai e nosso amigo. Somos familiarizados com Ele pessoalmente. Podemos dizer: “Meu Senhor, e meu Deus”. Temos íntima comunhão com Deus e passamos muitos momentos felizes em Sua santa companhia. Nós não somos mais estranhos ao nosso Deus, mas o segredo do SENHOR é conosco.

 

Isso é mais do que a natureza poderia ter nos ensinado. Carne e sangue não revelaram Deus para nós. Cristo Jesus fez o Pai conhecido aos nossos corações. Se, então, o Senhor nos fez conhecer a Si mesmo, não é essa a fonte de todo o conhecimento salvífico? Conhecer a Deus é a vida eterna. Então, logo que chegamos a familiaridade com Deus temos a evidência de sermos vivificados em novidade de vida. Ó minha alma, exulta nesse conhecimento e bendiga o teu Deus durante todo este dia!

Veja mais

Devocional Banco da Fé • 10 de Abril

 

Olhe e Viva

 

“E disse o Senhor a Moisés: Faze-te uma serpente ardente, e põe-na sobre uma haste; e será que viverá todo o que, tendo sido picado, olhar para ela.” (Números 21:8)

 

Esse é um tipo do evangelho da glória. Jesus, contado com os transgressores, é posto diante de nós na cruz. Um olhar para Ele nos curará da picada da serpente do pecado; sim, nos curará imediatamente: “viverá todo o que olhar”. Que o leitor que está triste por sua pecaminosidade, observe estas palavras: “viverá todo o que olhar”. Todo aquele que olhar encontrará que isso é verdade. Comigo foi assim, eu olhei para Jesus e imediatamente soube que isso é verdadeiro. Leitor, se você olhar para Jesus, viverá também. É verdade que você está inchando por causa do veneno e não vê nenhuma esperança. É verdade também que não há outra esperança além dessa. Mas essa não é uma cura duvidosa, pois “viverá todo o que, tendo sido picado, olhar”.

 

A serpente de bronze não foi levantada como uma curiosidade a ser contemplada pelo são; mas o seu objetivo especial era para aqueles que foram “picados”. Jesus morreu como um Salvador real para pecadores reais. Se a picada fez de você um bêbado, ou um ladrão, ou um impuro ou um profano, um olhar para o grande Salvador irá curá-lo dessas doenças e fará com que viva em santidade e comunhão com Deus. Olhe e viva.

Veja mais

TEMAS

AUTORES

ARQUIVOS

1  2  3  >  > >

INSCREVA PARA RECEBER
NOSSAS ATUALIZAÇÕES: