Textos

 
1  2  >

Devocional Banco da Fé • 26 de Novembro

 

Alquimia Celestial

 

“A vossa tristeza se converterá em alegria.” (João 16:20)

 

A tristeza deles, em particular, era a morte e a ausência de seu Senhor, e foi transformada em alegria quando Ele ressuscitou dentre os mortos e mostrou-Se no meio deles. Todas as tristezas dos santos serão, assim, transformadas, mesmo a pior delas, as quais parecem que permanecerão para sempre como fontes de amargura.

 

Então, quanto mais sofrimento, mais alegria. Se nós temos muitas tristezas, então o poder do Senhor as transformará em toneladas de alegria. Assim, quanto mais amarga for a aflição, mais doce será o deleite: o grande balanço do pêndulo para a esquerda fará com que ele volte com força para a direita. A lembrança do sofrimento deve intensificar o sabor do prazer: estabeleceremos um em contraste com o outro, e o brilho do diamante será visto mais claramente por causa do fundo escuro atrás dele.

Veja mais

Devocional Banco da Fé • 20 de Novembro

 

Fome Satisfeita

 

“Pois fartou a alma sedenta, e encheu de bens a alma faminta.” (Salmos 107:9)

 

É bom ter desejos, e quanto mais intensos eles forem, melhor. O Senhor satisfará os anseios da alma, não importa quão grandes e absorvedores eles sejam. Esperemos intensamente, pois Deus concederá abundantemente. Nunca estamos em um estado de espírito correto quando estamos satisfeitos com nós mesmos e estamos livres de anelos. Desejos por mais graça e gemidos que não podem ser proferidos são dores de crescimento, e devemos desejar senti-los cada vez mais. Santíssimo Espírito, nos faça suspirar e clamar por coisas melhores e por mais das melhores coisas!

 

De modo algum a fome significa uma sensação agradável. No entanto, bem-aventurados são aqueles que têm fome e sede de justiça.

Veja mais

Devocional Banco da Fé • 12 de Novembro

 

Almas Santificadas São Satisfeitas

 

“O meu povo se fartará dos meus bens, diz o Senhor.” (Jeremias 31:14)

 

Observe o “meu” que aparece duas vezes: “o meu povo se fartará dos meus bens”.

 

As pessoas que estão satisfeitas com Deus são caracterizadas como aqueles que pertencem a Ele. Deus está satisfeito com eles, pois eles estão satisfeitos com Deus. Eles O chamam de seu Deus e Deus os chama de Seu povo; Deus está satisfeito de modo a conduzi-los para sua porção e eles estão satisfeitos que Deus seja a sua porção. Há uma comunhão mútua de prazer entre o Israel de Deus e o Deus de Israel.

 

Estas pessoas estão satisfeitas. Isso é algo grandioso. Pouquíssimos dos filhos dos homens estão sempre satisfeitos, sejam quais forem os seus bens; eles são como a sanguessuga e continuamente dizem: “Dá, dá!”. Apenas as almas santificadas são almas satisfeitas. O próprio Deus deve tanto nos converter quanto nos alegrar.

Veja mais

Devocional Banco da Fé • 23 de Outubro

 

Colheita de Luz e Alegria

 

“A luz semeia-se para o justo, e a alegria para os retos de coração.” (Salmos 97:11)

 

A justiça é muitas vezes custosa para o homem que a mantém em todos os perigos, mas por fim, ela custeará as suas próprias despesas e retornará um lucro infinito. Uma vida santa é como plantar sementes: muito está sendo despendido, e, aparentemente, é enterrado no solo, para nunca mais ser colhido novamente. Enganamo-nos quando buscamos uma colheita imediata; mas o erro é muito natural, pois parece impossível semear luz. No entanto, a luz é “semeada”, diz o texto. Encontra-se latente: ninguém pode vê-la; semeia-se. Estamos muito seguros de que um dia ela se manifestará.

Veja mais

O Choro Pode Durar Uma Noite, por Anne Dutton

 

Querida senhora,
 

É com muita satisfação que li a sua última [carta], e eu estava engajada em dar graças e louvores ao Deus de toda graça por Ele fazer minhas pobres cartas de qualquer benefício para a sua alma querida. Sim, senhora, sua alma ignorante será favorecida com a luz do semblante de Deus, somente espere por Ele em fé e paciência. Os teus pecados te são perdoados; espere um pouco, e o Senhor irá lhe dizer assim. Aquele que agora em amor sábio esconde Seu rosto, em breve, para a sua alegria indizível, cairá sobre você com os raios elevados de Sua bondade infinita e eterna. "O choro pode durar uma noite, mas a alegria virá pela manhã. Porque a sua ira dura só um momento; no seu favor está a vida”. Uma imensidão, uma eternidade de luz permanece por você no infinito favor de Deus — aquela toda compreensiva fonte de todos os vários fluxos de sua felicidade para o tempo e eternidade para sempre! E deixe seu Pai livre para escolher que canais Ele se agrada para transmitir para a sua alma amada Sua bondade inexaurível, imutável e eterna bondade, pois se por um tempo o Seu corre sob o chão, fora da sua vista, isto é para que ressurja novamente, para sua surpresa mais alegre, em rica exuberância. E cuidado em pensar, quando você não vê o amor em seus fluxos; que o amor não está no fluxo em direção a você; pois quando o amor é mais escondido do seu ponto de vista, este esconderijo é um fluxo de amor. Esse é um dos canais apontados em que o amor se movimenta rapidamente e gloriosamente; de fato, isto é um “amor velado”, mas o amor velado é o mesmo amor ainda. E "o que você não sabe agora, você deve conhecer a seguir". Quando o véu for retirado do rosto do amor, você deve ver como que uma grande glória no “amor escondido”, como em seu semblante mais sorridente, e que ambos alternadamente foram encomendados mui sabiamente para maior glória de Deus e sua maior felicidade.

Veja mais

TEMAS

AUTORES

ARQUIVOS

1  2  >

INSCREVA PARA RECEBER
NOSSAS ATUALIZAÇÕES: